Comfort Keepers

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte

 Telefone Comfort Keepers  808 20 30 95

senhores-jardim

Notícias e Destaques

Newsletter Maio 2012


A Comfort Keepers alerta para a importância da nutrição, que se tem revelado fundamental numa vida activa e saudável dos idosos.

Inset-Kitchen-Salad-CK-Senior

Nesta newsletter alertamos para os factores de monitorização da saúde, damos dicas para uma alimentação saudável e, ainda, focamos a importância dos cuidados interactivos num plano nutricional equilibrado.

 


 

1 – A importância dos cuidados interactivos numa boa nutrição

O processo natural de envelhecimento implica alterações a vários níveis no nosso organismo, sendo que, uma das transformações mais importantes está relacionada com a nutrição. De facto, à medida que o corpo envelhece crescem as necessidades nutricionais e é imperativo equilibrar o consumo de vitaminas e minerais com a ingestão de alimentos calóricos, de acordo com o género e o metabolismo de cada um. Uma boa nutrição é o primeiro passo para manter uma vida activa e saudável.

Para além das alterações nutricionais aumentarem com a idade, surgem outras barreiras à boa alimentação dos seniores, como por exemplo, a perda de apetite, fruto da ingestão de medicamentos e da condição física mais frágil dos idosos. Visto isto, surge uma cadeia de acontecimentos responsáveis pela má nutrição da população sénior: não só a falta de apetite leva a uma perda de motivação para cozinhar refeições saudáveis, como também o isolamento contribui para o consumo de refeições rápidas com baixo valor nutricional. Este cenário recorrente de deficiência nutricional põe em causa a saúde dos seniores e frequentemente resulta em complicações físicas e psicológicas graves.

A Comfort Keepers compreende a necessidade impreterível de uma alimentação saudável e assume um papel fundamental neste campo. Os nossos cuidadores sabem que uma boa nutrição está na base de uma vida independente dos seniores na sua própria casa e, com os seus conhecimentos nesta área, contribuem activamente para a sua rotina alimentar ser equilibrada. Através dos cuidados interactivos, o factor diferenciador dos nossos serviços, os cuidadores não cozinham apenas a refeição para o sénior, mas fazem questão de o envolver em todo o processo: desde a ida ao supermercado e a escolha dos ingredientes mais apropriados, até à preparação da refeição e aos ensinamentos daí advindos. Como a companhia e o carinho são elementos fundamentais para estimular o apetite, muitas vezes, os cuidadores tomam a refeição com os seniores.

Porém, os cuidados interactivos da Comfort Keepers não são apenas um conceito aplicável exclusivamente aos cuidadores. O objectivo é, igualmente, ensinar os familiares a participar neste processo e a aprender todas as técnicas para quando estão sozinhos a cuidar dos seus entes queridos. Encorajar os seniores a participar neste processo é uma boa maneira de lhes passar ensinamentos sem parecerem intrusivos e de os fazer sentir seguros e valorizados.

 

2 – Monitorização da saúde: Como detectar uma má nutrição nos seniores?

A má nutrição é a falta de nutrientes adequados às nossas necessidades e não necessariamente a falta de ingestão de alimentos. Mesmo os seniores que têm apetite podem estar a comer os alimentos errados, o que os impede de ter uma alimentação equilibrada e uma vida saudável. Nem todos os seniores que estão mal nutridos são magros, muito pelo contrário, normalmente, os casos de deficiência nutricional ocorrem em pessoas com excesso de peso que, ao invés, de ingerirem os alimentos com os nutrientes necessários, comem em demasia produtos calóricos e ricos em gorduras saturadas.

Estima-se que um em três seniores possam estar mal nutridos e se às vezes os sinais são evidentes, noutros casos detectar a má nutrição pode ser difícil. Neste sentido, a Comfort Keepers tem-se dedicado a analisar este tema e, após vários estudos, delineou um conjunto de cinco passos que as famílias podem seguir para detectar este risco:

Estar atento a problemas físicos: nódoas negras, problemas dentários, perdas e ganhos de peso repentinos.

Perguntar aos seniores sobre os seus hábitos alimentares: Como mudaram os seus gostos e preferências?

Consultar um médico: discutir as necessidades nutricionais ou problemas específicos, adequados a cada sénior. Gerir bem a saúde, com uma atenção permanente ao possível aparecimento de doenças.

Consultar um farmacêutico: perguntar acerca de possíveis efeitos secundários dos medicamentos quando conjugados com determinados alimentos.

Fazer as visitas durante o período das refeições: a melhor altura para observar de perto os hábitos alimentares dos seus familiares.

 

3 – Dicas para uma alimentação saudável na terceira idade

Para colmatar a lacuna de informação neste tema, a Comfort Keepers criou uma pirâmide alimentar específica para as necessidades da terceira idade. Esta pirâmide indica todos os alimentos que os seniores devem consumir ricos em vitaminas e fibras, de modo a garantir a melhor condição de saúde possível. A dieta recomendada é extremamente equilibrada e contribui para fortalecer física e psicologicamente os idosos, aumentar as suas defesas naturais e, ainda, evitar o aparecimento de doenças cardiovasculares.

Os seniores que seguirem uma rotina alimentar saudável, com altos valores nutricionais, estão menos sujeitos a um cansaço e aumento de peso excessivos, bem como ao aparecimento de doenças do foro psicológico, como a depressão. Em suma, uma alimentação saudável é imperativa para os seniores terem uma vida activa, independente e feliz na sua própria casa.

De seguida apresentamos a pirâmide alimentar e propomos um plano alimentar de alto valor nutricional com indicações das porções e dos alimentos mais adequados às necessidades dos seniores, desde a base (nº1) até ao topo da pirâmide (nº5).

Inset-FoodPyramid

1 - Consuma 8 copos de água por dia ou de outras bebidas, tais como batidos de fruta ou de vegetais, leite magro e chá.

2 - Coma seis ou mais porções ricas em fibras como, por exemplo, uma fatia de pão de trigo e cereais; meio prato ou um prato pequeno de arroz ou massa integral; cereais integrais; entre outros.

3 - Coma bastante fruta e beba sumos 100% naturais: um pêssego ou banana de tamanho médio; meia taça com frutos silvestres ou uma fatia de melão; um quarto de uma taça com damascos secos ou passas; 3 ou 4 copos de sumo de laranja natural. Além disso, é fundamental ingerir 3 ou mais porções ricas em vegetais – frescos, congelados ou enlatados. A dica é olhar para as cores: os mais ricos em nutrientes são verdes escuros, vermelhos, laranjas e amarelos.

Sugerimos: um prato de alface; meio prato de abóbora ou batata doce; 3 ou 4 copos de sumos e/ou batidos com vegetais; meia taça de cenouras; meia taça de espinafres cozidos.

4 - Coma duas ou mais porções destes alimentos ricos em proteínas. O feijão é uma boa fonte de fibras, proteínas e outros nutrientes. Escolha peixes, aves sem pele, carne magra ou ovos. Beba ou coma, 3 ou mais porções, de produtos lácteos com pouco ou nenhuma gordura. Se tiver dificuldade em ingerir leite, experimente outros lacticínios sem lactose ou adicione lactase ao leite.

Sugerimos: um prato de lentilhas cozidas ou feijão; meia taça de pimentos; 4 colheres de sopa de manteiga de amendoim; 2 a 3 porções de peixes, aves sem pele ou carne magra, cozidos ou grelhados; meia taça de atum em conserva; 1 ovo ou um quarto de uma taça de um substituto do ovo; um copo de leite magro ou um iogurte; duas fatias de queijo magro.

5 - Use com moderação os alimentos que aparecem no topo da pirâmide, como por exemplo, bolos, chocolates e óleo. Se quiser comprar chocolate, compre apenas os que indicam mais de 70% de cacau. O açúcar adiciona calorias mas não nutrientes à dieta, por isso limite os alimentos e bebidas com adição de açúcar.

Por sua vez, as gorduras saturadas provocam o aumento do colesterol, por isso evite óleos, margarinas e produtos com gorduras saturadas. Escolha óleos vegetais, tais como: milho, soja e azeite vegetal. Em geral não abuse dos condimentos e tenha especial atenção ao sal que, em excesso, aumenta a pressão arterial.


 
Voltar
Share to Facebook Share to Twitter Share to Linkedin Share to Google